IMG_4113

Será que desaprendemos a viajar?

Gabriela Muniz Volta ao Mundo Leave a Comment

Saímos de casa no sábado a tarde e já no caminho percebemos que tínhamos esquecido de algumas coisas. Nada que comprometesse a viagem, mas esse foi o primeiro sinal de que tinha algo errado.

Ao chegar no aeroporto, fomos fazer o check in. Seguindo o modelo de viagem que fizemos pela América Latina, compramos uma passagem só de ida para Portugal, pois afinal o objetivo não é voltar ao Brasil, ou melhor voltaremos muitas vezes, mas de férias.

Mas a Europa é primeiro mundo, organizada! Não foi surpresa ao ouvir da mocinha do atendimento, que o meu querido maridinho, não poderia embarcar sem uma passagem de volta! Pânico total!

Eu tenho cidadania portuguesa, mas o Di ainda não tem. Esse é um dos motivos pelo qual optamos por iniciar a segunda etapa da nossa viagem em Portugal. Mesmo mostrando a eles todos os documentos que estávamos levando para pedir a cidadania dele, não teve jeito.

A partir daí começou uma correria para achar a passagem mais barata possível, já que ela não seria usada para nada. Rodamos pelas lojas de várias companhias enquanto o relógio nos deixava desesperados. O tempo passava, as filas estavam enormes e todas as passagens estavam caras.

Até que resolvemos o primeiro problema…..

Compramos a opção mais barata e durante a compra, a atendente nos informou de outro fato que também nos deu certo desespero. Seria necessário uma carta convite para entrar em Portugal. Outra opção seria apresentar todas as reservas de hotéis durante o período da viagem. E tudo tinha que ser impresso! Não tínhamos nem um e nem outro. O que fazer numa hora dessas?

Já faltava uma hora para o avião decolar. Ainda não tínhamos entrado no embarque, nem passado pelo raio x e muito menos passado pela polícia federal. E nos informaram que lá dentro estava tudo lotado! Desespero!

Tentamos falar com a família do Di, que nos hospedaria em Portugal mas nada de conseguir! Resolvemos escrever uma carta por conta própria, assinar e mandar imprimir. O tempo passava cada vez mais rápido e na hora de imprimir no Cyber Café, o documento não abria! Mais um tempo de enrolação até conseguir resolver.

A sensação é que quando você está correndo contra o tempo, tudo dá errado! Mas mesmo assim não desistimos e depois de muito sufoco, tínhamos passagem aérea de volta e carta convite em mãos!

Nos despedimos correndo da família tão querida que nos acompanhou e ajudou demais em todos os momentos de tensão!

E entramos no portão de embarque, rumo a uma vida nova, cheia de desafios e surpresas….

Não vemos a hora de saber o que nos aguarda!

Prontos para a nova batalha!!! Mochileiros em ação!!!
Entrando para o raio X e Receita Federal. Rumo a Portugal!!!

Gostou? Então compartilhe com os amigos!

Quem escreve

Gabriela Muniz

Facebook Twitter Google+

Engenheira de Alimentos, Pós Graduada em Gestão de Negócios, Empreendedora e Blogueira. Amante da natureza, de viagens, de conhecimento! A Expedição HANDS on DREAM não é só a realização de um sonho, mas também um Projeto de Vida.

Últimos posts

Converse com a gente!

Comentários

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *