Os 10 Mais da Chapada!

Gabriela Muniz Volta ao Mundo 2 Comments

Após 10 dias de Chapada Diamantina, resolvemos dividir com nossos leitores, nossas 10 impressões sobre esse lugar mágico e 10 dicas que de fato consideramos válidas para os que planejam visitar a região!
Nós nos apaixonamos pela Chapada e fica difícil resumir em 10 pontos, tudo aquilo que aprendemos nesse lugar único! Mas pensamos bastante e os tópicos abaixo mostram a marca que a Chapada Diamantina deixou na Hands on Dream Expedition.
Algumas pessoas nos perguntaram se o lugar é aquilo mesmo que todo mundo fala e nossa resposta é: É MUITO MAIS!
Superou todas as expectativas!

10 Impressões da Chapada Diamantina

  • Um lugar de uma energia impressionante
  • Belezas naturais sem tamanho
  • Paz, alegria e tranquilidade ditam o ritmo
  • Pessoas simpáticas e hospitaleiras
  • As pessoas ainda confiam umas nas outras (no fio do bigode)
  • É impressionante o impacto que a imensidão nos traz
  • Aparentemente os moradores tem mais cuidado com a Chapada do que o Governo. Há sinais de desrespeito à natureza em muitos lugares.
  • Em 10 dias tivemos apenas um “cheiro” do que é a Chapada. Tivemos de deixar muitas coisas para trás, para uma nova visita. Ou várias!
  • Lençois é o tipo de cidade que viveríamos. Faltou só uma praia!!!
  • Renovação espiritual e pessoal. Um lugar para resetar o sistema e continuar encarando a selva de pedras. E lembrar que a vida é uma só! Por tanto VIVA e não somente passe por ela.

10 dicas sobre a Chapada Diamantina

  • No caso do planejamento de viagem incluir muitas atrações turísticas por todas as cidades da Chapada, vale a pena alugar um carro pois as cidades são muito distantes e o frete na região é caro.
  • Para os amantes de trekking, recomendamos fazer a Travessia do Vale do Pati e conhecer o Cachoeirão por cima, subir o Morro do Castelo e fazer o Canion do Funis. As belezas são impressionantes. São 85 km de trilha que podem ser feitos em 4 ou 5 dias. Nós iniciamos a trilha partindo de Guiné. Há a opção de dormir na casa de nativos, em camas, em isolantes térmicos nos quartos (se você levar o seu) ou acampar no jardim (se tiver a própria barraca). A troca cultural é muito bacana e eles são muito receptivos.
  • Para aqueles que se animaram com Travessia, procurem pelo Val. Ele já foi presidente da Associação de Guias e um dos melhores guias da região. Conhece muito bem a Chapada e durante a travessia ensina muito sobre a natureza local e as histórias lendárias da região. Ele tem uma loja de Equipamentos de Trekking na cidade chamada Tambori.
  • A cachoeira da Fumaça é visita obrigatória. É a atração turística mais visitada da Chapada Diamantina. Não há necessidade de ser feita com um guia. A trilha inicia no pé da Associação de Guias do Vale do Capão. São 2 horas de caminhada até lá (1 hora de subida e 1 hora de caminho plano). Lá em cima não deixe de visitar os dois mirantes naturais! São vistas impressionantes.
  • O por do sol do Morro do Pai Inácio é espetacular. São 360 graus de paisagens de tirar o fôlego. O acesso ao morro é pela BR 242 e se você estiver de carro, pode ir por conta própria. Basta pagar R$ 5,00/pessoa na entrada da trilha e subir por cerca de 20 minutos.
  • Se você gosta de cavernas, não deixe de visitar a Gruta da Torrinha. É considerada uma das grutas mais completas do Brasil. Com formações de estalactites, estalagmites, e flores de aragonita (flores de uma beleza única), o tour completo custa R$35,00/pessoa e dura cerca de 2h30min. Não há necessidade de guia pois a visita é realizada com guias locais. O acesso é a 1 km da BA 122 e há placas de sinalização. Adoramos a experiência!
  • Na estrada entre Vale do Capão e Lençois há um restaurante que é parada para o início da trilha para o Poço do Diabo. O acesso é pela BR-242 (direção Seabra), Km 22. Não precisa de guia e não há taxa de entrada. São cerca de 20 minutos de caminhada. Não deixe de descer até a boca do Canion, que termina em uma fenda. É muito bonito.
  • Vale a pena passar uns dias no Vale do Capão e uns dias em Lençóis. São cidadezinhas diferentes porém com um astral delicioso.
  • No Vale do Capão não percam tempo cozinhando. A comida é boa e muito barata. Há uma pizzaria do lado da igreja que só vende dois sabores. Lugar muito agradável e muito bem decorado. Pizza deliciosa e barata! E ainda tem chá a vontade sendo servido. Parada obrigatória na cidade.
  • Ande despreocupadamente pelas ruas de pedra de Lençóis. Parece que o tempo parou por lá! Casas coloridas, ruas estreitas e muita tranquilidade. Lá você ainda compra frutas e vegetais na quitanda e o mercado somente para os industrializados! Outra realidade! Muito boa por sinal!

Converse com a gente!

Comentários

Comments 2

  1. Lucinha

    Maravilha de lugar.. estou junto de vcs nessa jornada… por onde vcs passarem estarei passando os olhos e meu amor com vcs… beijos

    1. Post
      Author

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *