PAISPEDIA MÉXICO

Confira nossas dicas, impressões e experiências em todos os países que passamos pelo mundo!

NOSSO ROTEIRO
NOSSAS IMPRESSÕES

O México é difícil de descrever em poucas palavras! É um país que conquista, que cativa, que apaixona! É uma país de cores, de gente alegre, de aromas, de sabores fortes, de história, de belezas indescritíveis! Há atividades para todos os gostos e idades e sem dúvida é um destino que merece ser visitado. A capital moderna, frenética e movimentada conquista os amantes de diversidade, de música, de festa e também de muita história. As cidades coloniais lindíssimas, preservadas e espalhadas por todo país apaixonam pelo seu charme, pelo ritmo, pela riqueza cultural, pelo artesanato. As ruínas conquistam pela sua imponência, importância e principalmente pela história que há por trás delas. A costa caribenha é de tirar o fôlego com sua água azul turquesa, praias e ilhas maravilhosas para curtir, relaxar, mergulhar ou apenas fazer snorkeling e apreciar a vida marinha riquíssima! E ainda há impressionantes cenotes, que devem sem dúvida ser colocados na lista de prioridades!

VISTOS
Custos:

Entrada: pagamos taxas incluídas na passagem de avião

Saída: US$ 24,00/pessoa (agosto 2013)

Brasileiros não precisam de visto para entrar no México. Nós temos direito a viajar 180 dias pelo país sem problemas. Chegamos ao país de avião e pagamos as devidas taxas solicitadas junto com a passagem aérea. Para sair do país cruzamos a fronteira por terra (México-Belize) e a taxa de saída foi de US$ 24,00 por pessoa em agosto de 2013. Fique atento e se informe sempre antes de cruzar uma fronteira para não ser enganado nas taxas. Geralmente os serviços oficiais de informações turísticas da região podem dar essa informação.

SEGURANÇA

O México é um país de terceiro mundo, integrante da América Latina e por isso considerado perigoso em muitas regiões. A Cidade do México está extremamente policiada e sentimos segurança ao caminhar pelas ruas. Mas é sempre recomendado não andar nas ruas após as 22:00. Nas cidades menores a sensação de segurança é bem maior e perguntando aos locais, eles sempre nos diziam que os lugares eram tranquilos. De um modo geral nos sentimos seguros. Nos ônibus o problema é maior principalmente quando se trata de turistas. Há muito roubo de bagagem e de bens de valor. Infelizmente nós fomos roubados e entramos para as estatísticas. Nossa dica é sempre andar colado a todos os pertences e jamais deixar nada longe de você nem por um minuto.

TRANSPORTE

Nesta sessão falamos um pouco sobre como você pode se movimentar dentro de cada cidade (ônibus público, metrô, trem, etc…) e como você pode se locomover de uma cidade para outra (ônibus de longa distância, avião, carona, etc…).

Na maioria das cidades há ônibus circulares que te levam para onde for necessário. Eles podem ser grandes ou até mesmo vans, assim como as lotações que temos no Brasil. Essas vans também te levam muitas vezes para cidades menores onde há alguma atração. Sempre que possível fugimos de tours e utilizamos essa vans para nos levar para alguma cidade ou vilarejo próximo, aonde havia alguma atração turística. Esse tipo de transporte também pode ser uma boa alternativa para viagens mais econômicas entre cidades. Procure se informar no local se este tipo de transporte esta ou não disponível para seu roteiro.

Na Cidade do México utilizamos o sistema de Metro e Tren Ligero (uma espécie de metro não subterrâneo) para nos locomovermos para quase todos os locais de interesse. Os mexicanos nos disseram que é a tarifa de metro mais barata do mundo e realmente ficamos impressionados. Além disso o sistema é super eficiente. É possível comprar as passagens nas bilheterias em todas as estações. No caso do Tren Ligero, que é conectado ao metro, foi necessário adquirirmos um cartão magnético e carregá-lo com o valor da passagem.

O México tem uma rede de ônibus muito completa para todos os níveis e todos os bolsos. Nós utilizamos ônibus para cruzar o país e recomendamos viajar com a companhia ADO que domina o mercado no sul do país. Eles tem ônibus da própria ADO que dependendo dos destinos, oferecem veículos mais sofisticados. São mais rápidos e mais seguros. Há também muitas outras linhas, na região Sul do Mexico, que são consideradas de segunda classe, mas também fazem parte do guarda chuva da ADO. Esses geralmente são mais baratos e podem levar até o dobro do tempo para chegar ao destino pois fazem paradas em praticamente todos as cidades e vilarejos do caminho. Além disso não há nenhum controle da bagagem que vai no bagageiro abaixo do ônibus, portanto os riscos de roubo são maiores. Nós tivemos quase todos os pertences de uma de nossas mochilas de mão roubados dentro de um ônibus de segunda classe. Na região Norte utilizamos a companhia Primeira Plus, que que também é excelente. Até nos ônibus comuns são oferecidos lanches, há energia para equipamentos eletrônicos e internet.

RECOMENDAÇÃO

Nunca coloquem as mochilas de mão nos compartimentos de bagagem acima dos assentos. Fomos roubados e este é um tipo de roubo bastante comum. Se possível e se tiver dentro do budget, o ideal seria sempre utilizar os ônibus da ADO ou Primeira Plus.

NOSSAS RECOMENDAÇÕES DE HOSPEDAGEM
  • Posada del Centro (Oaxaca)
  • Hostal Gaia (San Cristobal de Las Casas)
  • Hostal La Candelária (Valladolid)
  • Tribu Hostel (Isla Holbox)
  • Casa Tortuga (Bacalar)

Locais muito agradáveis com bons preços dentro de nosso budget de viajante. Em todos eles ficamos num quarto privativo, alguns com banheiro compartilhado e outros com banheiro próprio. Mas mesmo num budget mais econômicos sempre buscamos locais com um certo estilo, limpos, tranquilos e agradáveis.

DINHEIRO

Moeda: Pesos Mexicanos ($ MXN)

Referência: US$1,00 = $ 12,00 MXN (Julho 2013)

Há caixas eletrônicos espalhados por todo o México e praticamente todos te permitem sacar dinheiro da bandeira Visa ou Mastercard. Portanto quanto a isso é muito tranquilo. Mesmo nas cidades pequenas, há disponibilidade.

Nós temos os Cash Passport da bandeira Mastercard e o banco que cobra a menor taxa de saque é o Banamex, que inclusive é parceiro do Citibank. Para quem deseja trocar dólares por Pesos Mexicanos, sem dúvida a melhor taxa que encontramos no país inteiro foi no banco Banorte. Ele está presente em todos os lugares e tem melhores taxas que qualquer casa de câmbio que vimos. E é super simples de trocar. Basta levar uma cópia do passaporte. Nas cidades menores as vezes há um limite semanal de troca de dólares.

Os cartões pré pago, de crédito e de débito nacionais sempre cobram uma taxa de saque no exterior que varia de US$ 2,00 a US$ 3,00, dependendo do país e do banco. Por essa razão recomendamos sempre sacar o máximo permitido pelo caixa eletrônico para evitar pagar tantas vezes a mesma taxa.
CULINÁRIA: NOSSOS PREFERIDOS

Os pratos típicos que experimentamos e recomendamos!

A melhor comida de rua da Cidade do México e de várias cidades por onde passamos. É o nosso churrasquinho grego com temperos mexicanos e servido em tortilhas.

Comemos ótimas enchilladas com queijo e champignons em Oaxaca!

Tortilhas com queijo! Essas estão por toda parte. Nós mesmo fizemos muitas para os nossos cafés da manhã.

Parece uma pamonha e também é servido como tal! Vimos muitos na cidade do México e comemos um ótimo na região de Jalisco.

Delicioso e difícil de explicar. É basicamente um tortilha rígida com feijão amassado, queijo, abacate, tomate e alface! O nosso preferido foi em San Cristobal de las Casas.

São sanduiches num pão grande que só se encontra em Puebla! Geralmente tem como ingredientes queijo, feijão, abacate, tomate! Essa é a base e o resto varia de lugar pra lugar.

Molhos com muitos ingredientes diferentes que são servidos com carne ou frango. O mole poblano (Puebla) é bem famoso e tem um sabor bem diferente. Leva cacau em seu preparo. Encontrados em Puebla e Oaxaca.

Espécie de sanduíche muito saboroso que só vimos em Isla Holbox! Vale a pena experimentar!

Deliciosos e servidos sem recheio, diferente do que nós brasileiros estamos acostumados. Há em barraquinhas de rua por todo o México. O melhor foi numa barraquinha na praça principal de Holbox.

Essa foi um de nossos pratos prediletos! É uma tortilha gigante com muitos ingredientes dentro e levemente crocante. É servida geralmente com carne vermelha ou de porco! Em Oaxaca há um restaurante bem interessante e imperdível! As tlayudas são preparadas na rua e você senta dentro de um local fechado para comer! Muito diferente!

RESTAURANTES QUE INDICAMOS

Indicamos restaurante que realmente representaram uma experiência positiva.

Puerto Escondido
Amamos esse restaurante! Estilo surfista com mesas de madeira, posters de surf e uma TV que fica passando vídeos de surf. Lugar super estiloso e arrumado com um taco de camarão e de peixe sensacionais! O melhor que comemos no México sem dúvidas! Delicioso! E ainda há os Frozen Daiquiris que são uma perdição! Experimente o de morango e manga. São os melhores!
Cidade do México
No balcão do lado de fora você come deliciosos tacos al pastor. Foi nossa primeira experiência e a melhor depois de comer muitos deles ao longo de dois meses. Do lado de dentro você experimenta os tradicionais churros mexicanos! Peça o chocolate acompanhado de churros. É um delicioso chocolate quente com os 4 churros frescos, grandes e fritos na hora!
Oaxaca
Não deixem de visitar esse local incrível! As tlayudas são feitas numa banquinha na rua e você senta nas mesinhas dentro do restaurante! São absolutamente imperdíveis e vale a visita não só pelo sabor incrível da tlayuda, mas também para observar como são feitas!
San Cristobal de Las Casas
Lugarzinho pequeno, sempre lotado e extremamente charmoso. Tentamos por 5 dias seguidos até conseguir sentar mas o lugar é único. As taças de vinho tem um preço super acessível e ainda vem como cortesia umas tapas (aperitivinhos como presunto cru, queijos, além de uma pacotinho de pipoca). Os sanduíches gourmet também são muito saborosos! Parada obrigatória!
Esse lugar é um mix de muitas coisas: café, casa de chá e cinema independente. Por isso vale tanto a pena visitar! Assistimos dois filmes sobre a história do México e a cultura zapatista. Eles passam filmes todos os dias em dois horários diferentes e se você está em grupo de 4 ou mais, pode fechar uma sala e escolher dentre as opções de filmes que eles tem! Idéia sensacional! Café e comidinhas muito boas! Terraço, sofás e mesas muito agradáveis.
PARA ENCHER A CARA

Cerveja picante! A cerveja é servida junto com um molho preparado com limão e pimentas mexicanas! Em volta do copo sal e pimenta Muito bom! Encontrado em todo o México.

Bebidas destiladas fortes e típicas! Ambas feitas por agaves, mas por tipos diferentes!

É uma bebida alcóolica bem diferente, de cor esbranquiçada e viscosa.  É produzida a partir do suco fermentado do agave, mesma planta usada para fazer a tequila. Tomamos na sua forma original que tem um sabor bem peculiar e também com sabores como morango, manga e coco. Bem interessante! Encontrado na Cidade do México.

ONDE VOLTARÍAMOS

As cidades que mais nos agradaram! Escolha uma (se possível mais) e vá sem medo de ser feliz!

Uma ilha rústica com praias de areia branca e água cristalina! Para relaxar e aproveitar outro ritmo de vida! Lugar lindíssimo!

Cores, sabores, vestidos, festas típicas, história! Oaxaca é linda e intensa! Uma cidade com absoluto orgulho de sua história! Difícil explicar!

Cidade colonial cheia de bares, cafés, restaurantes, igrejas. A cultura indígena pode ser vista de maneira intensa nas ruas. Simplesmente cativante!

Praia maravilhosa, calma, de uma azul inacreditável! É o tipo de lugar que dá pra ficar muitos dias só curtindo o cenário incrível. As ruínas e os cenotes da região são maravilhosos!

Grande, vibrante, cheia de vida e com muita história para contar! Há muito que ver e fazer nessa metrópole tão incrível!

Conhecida também como lagoa das 7 cores. É uma grande lagoa de um azul impressionante, parecido com as águas do Mar do Caribe. Lugar tranquilo para passar alguns dias relaxando e nadando na beira da lagoa. Espetacular!

O QUE DISPENSARÍAMOS?

Aqui, as cidades que menos nos atraiu e que, caso tenha tempo apertado, sugerimos que pule e curta uma das que voltaríamos!

Cidade totalmente projetada, caríssima e feita somente para os turistas gastarem muito dinheiro. A cor da água é impressionante! Um azul água daquelas de fundo de tela, mas a praia é cheia de resorts que são prédios bem altos em sua maioria, e destruíram o charme do local.

Há muitos que amam essa cidade mas depois de visitarmos tantas cidades coloniais muito charmosas e cativantes no México, nos decepcionamos com Mérida. Uma cidade barulhenta e com um centro bem menor e menos charmoso que as outras que visitamos. Realmente não fomos com a cara de Mérida. O que vale a pena lá são as atividades ao redor da região como a incrível rota Puuc e os impressionantes Cenotes. A noite há atividades gratuitas relacionadas a cultura mexicana que deixam a cidade mais interessante. Mesmo assim ficamos por aqui o mínimo tempo possível e fugimos para as áreas ao redor.
EXPERIÊNCIAS ÚNICAS

O que mais gostamos? O que mais ficou marcado em nossas vidas durante nossa passagem por aqui? Confira!

Já falamos de nossa experiência em dois posts citados aqui e para quem realmente se interessar, basta entrar no site da Expediciones Sierra Norte. Tudo pode ser organizado no escritório deles em Oaxaca. Nós adoramos a experiência, o contato com as pessoas em cada lugar e as fantásticas paisagens do caminho! Vale muito a pena!
Experiência absolutamente impressionante que merece uma visita. A igreja pode ser visitada de San Cristobal de las Casas. É possível fazer um tour a cavalo para chegar até lá ou ainda pegar um transporte coletivo que deixa na praça aonde a igreja está localizada. Não visite o locais nas quartas feiras, dia supersticioso para os maias, que não frequentam a igreja. O mais impressionante é observar os rituais maias dentro de uma igreja católica. Puro sincretismo!

Importantes elementos da cultura mexicana, os cenotes já representaram a principal fonte de água doce para os maias e hoje são explorados como atividade turística. São depressões constituídas de calcário poroso e carregam no nome o título de sagrado, originário da palavra do idioma maia “ts’onot”. Não à toa, acreditava-se no poder curativo dos cenotes, além de serem considerados portais para comunicação com os deuses. Nós visitamos vários cenotes na região de Mérida, na cidade de Cuzama e dois deles bastante impressionantes: Chansinicche e Bolonxhoojol. Para visitar esse dois é necessário pagar um tour já que o acesso é por meio de um carrinho que vai num trilho, puxado por um burrico. É uma experiência bastante interessante! Visitamos outros menos conhecidos que também adoramos. Em Tulum visitamos o Gran Cenote que é absolutamente imperdível!

Elas podem ser encontradas em muitas regiões do México. Nossa preferida foi a zona maia Uxmal que está próxima de Mérida. A zona de Chichen Itza, considerada uma das maravilhas do mundo é muito bonita porém por ter tantas visitas não se pode subir nas ruínas, o que não te permite conhecer a fundo o que havia lá naquela época. Somente nos quadros explicativos. Procure chegar muito cedo pois a região é inundada de turistas que vem de Cancun por volta das 10h30. Não achamos que vale a pena ir por tour guiado. O que fizemos foi passar uma noite em Valladolid, cidade colonial muito graciosa e pegar um ônibus da linha Oriente para Chichen Itza logo cedo. É bem mais barato pois você paga somente a entrada da zona e visita tudo no seu tempo.

Maior espécie de tubarão e maior peixe conhecido, o tubarão-baleia pode atingir até 12 metros de comprimento e pesar mais de 10 toneladas.  A época para ver esses animais no México é de Junho a Agosto e o país está entre um dos poucos que se pode nadar com o tuburão baleia. Eles são muito dóceis e nós nadamos pertinho de muitos deles. Ja do barco foi possível ver um grande grupo de 20 ou 30 animais. O tour pode ser feito de Isla Holbox ou de Isla Mujeres e como estávamos na época de temporada, nós pagamos cerca de US$ 80,00 por pessoa. Valeu muito muito a pena! Foi incrível!

Assista acima o vídeo desta experiência:



Share this Post