HANDSonDREAM-México-9739

Prisma Comunitário: Vamos mudar o Mundo?

Diego Ferro Devaneios 4 Comments

É interessante como efetivamente a lei da atração funciona!

Chegamos à Cidade do México e ficamos hospedados na casa de um casal queridíssimo, inteligentes, com espírito colaborativo super-aguçado, com uma veia revolucionária fortíssima e com atitude e coragem para fazer a parte deles e fazer deste, um mundo melhor! Gustavo e Guadalupe vivem em uma residência próxima ao metrô, possibilitando que eles tenham uma vida menos nociva a natureza, poupando a emissão de gases venenosos ao ambiente. Vivem em um apartamento extremamente agradável e aconchegante. Um lugar que, ao entrar, de imediato você sente no cheiro e na energia, que aquele é um lugar feliz! Tivemos 10 dias maravilhosos na companhia deles e, de quebra, conhecemos uma organização dirigida por quatro sócios-fundadores, sendo deles sendo Gustavo, cujo trabalho sempre conta com a importante participação filosófica e social de Guadalupe!

Imagem: Prisma Comunitário

O projeto se chama Prisma Comunitário, que tem como base de operações a Cidade do México e conta com forte influência da filosofia nutrida e consumida pelo educador, filósofo e Patrono da Educação Brasileira, Paulo Freire, um dos pensadores mais notáveis da história da pedagogia mundial. Freire defendia que o educando pudesse criar sua própria educação, fazendo ele próprio o caminho e não seguindo um já previamente construído e, assim, se capacitando a criar o próprio rumo de aprendizado. Para entender um pouco mais sobre este projeto, marcamos um jantar com outros dois sócios, o espirituoso Julio e sua esposa, Jazmín, uma mulher cheia de ideais em processo de transição entre a realidade em que vive atualmente, onde o trabalho consome muito de seu tempo, e seus projetos pessoais acabam ficando em segundo plano. Nossa conversa teve início com um monólogo muito agradável protagonizado pelo Julio. Com uma facilidade imensa, expressou suas ideias e ideais sem interrupções, de forma clara e agradável. Jazmín complementou o “discurso” contando como o trabalho funciona, o que o Prisma faz e como faz! Finalizamos o papo com o arremate sempre certeiro e rico feito por Gustavo. Saímos satisfeitíssimos de nossa conversa e, assim, compartilhamos com vocês a atitude inspiradora da equipe do Prisma Comunitário!

Julio e Jazmín nos explicando as raizes do PRISMA COMUNITARIO

Jazmín

Porque Prisma Comunitário?

Contextualizando, “a Cidade do México, na atualidade, é uma terra fértil para o surgimento de fenômenos sociais distintos, como vício em drogas, delinquência organizada, delitos diversos como sequestros, e já não somente sequestros de pessoas com alto poder aquisitivo, mas o sequestro de qualquer pessoa. Então todo mundo está exposto a esta realidade que é um pouco forte, uma realidade que não gera alternativas e, precisamente neste contexto, criamos o PRISMA COMUNITÁRIO, que gera ou trata de gerar um novo sentido a esta realidade tão nociva.”, diz Julio, economista e defensor da tese de que o atual modelo vigente no México não é um sistema que gera alternativas para o povo, mas sim um sistema que oculta da grande massa as possibilidades e ferramentas necessárias para se criar um mundo diferente e melhor.

O prisma é uma figura geométrica de cristal que ao receber um único feixe de luz, multiplica este feixe em múltiplas cores. A intenção de criar o PRISMA COMUNITÁRIO é de se criar uma plataforma que replique o efeito provocado pelo prisma, fazendo com que uma pessoa ingresse no programa e, através de oficinas, cursos e aprendizagens, saia reconhecendo novas habilidades e ferramentas que antes desconhecera e, assim, multiplique tais conhecimentos dentro de sua comunidade. E assim, uma atitude única se multiplica em muitas outras, de outras maneiras.

É uma organização social dedicada basicamente a educação informal e popular, criada por profissionais com uma veia social muito forte e que, movidos por desilusões de experiências em trabalhos sociais anteriores, se uniram em busca da criação de uma realidade mais humana, mais social, uma realidade que possa estar acompanhada de cultura, de defesa dos direitos básicos humanos, além de também possibilitar a divulgação desta nova realidade.

Qual o objetivo do Prisma Comunitário?

Foto: retirada do site Prisma Comunitário (www.prismacomunitario.org)

O objetivo do projeto é criar um espaço que transforme sonhos distintos em um objetivo comum: proporcionar a outros uma realidade muito mais construtiva do que a realidade vivida pelos sócios da organização. Este espaço permite que os sócios compartilhem ferramentas e conhecimentos com pessoas de comunidades carentes de todas as idades. A partir destes conhecimentos, as pessoas são treinadas e capacitadas a multiplicar tais aprendizados, acelerando o processo educacional dentro das comunidades trabalhadas e tornando a aprendizagem contínua, sem a necessidade de agentes terceiros. O objetivo base da organização é de oferecer ferramentas para que a grande massa popular sinta-se capaz de se expressar e, de alguma forma, veja que há maneiras de se mudar a realidade em que vivem, deixando a posição de espectadores para serem protagonistas, fazendo deste, um mundo melhor.

Qual o Público Alvo do Projeto?

Foto: site Prisma Comunitario (www.prismacomunitario.org)

Os projetos são obtidos através de convocatórias do governo local e federal, de empresas privadas, fundações nacionais e internacionais e licitações públicas, tendo como foco escolas públicas e centros comunitários. Não há restrição de idade ou sexo para os participantes. O grupo tem como principal atividade, sendo esta também a mais prazerosa, a busca por personagens multiplicadores, por crianças que apresentam de alguma forma iniciativas no sentido de liderança, espirito comunitário e com alto nível de atenção, que possam multiplicar conhecimento.

 Projetos já realizados.

Projeto Educação para a Paz: construção de comunidades como soluções para se evitar conflitos. O trabalho é realizado nas escolas através de oficinas com pais, professores e alunos, tratando de se criar conjuntamente alternativas e iniciativas para o resto da comunidade. Feito isto, a equipe do projeto acompanha e auxilia os aprendizes a se tornarem mestres dentro de suas sociedades, multiplicando o conhecimento.

[vimeo id=”46310217” width=”620″ height=”360″]

O vídeo acima foi criado por professores e alunos de quatro escolas públicas do Distrito Federal-México. O projeto teve foco em conscientização sobre o tema violência escolar.

EDUPAR: Educação entre pares de crianças, adolescentes e jovens que aprenderam sobre determinados temas, como por exemplo  o fomento de uma cultura de paz e gestão pacífica de conflitos, nas escolas ou comunidades em que os participantes vivem e que posteriormente compartilham com seus pares, ou seja, com outras pessoas de mesma idade e contexto social. O projeto levanta a ação com a participação de adolescentes ativos no desenvolvimento de atividades de informação, educação e comunicação. É uma atividade participativa, lúdica e baseia-se no Ciclo de Aprendizagem Vivencial.  “Temos visto que este processo funciona, que as crianças se sentem identificadas com as outras crianças, que afinal são os educadores. Somos apenas o meio para que os outros aprendam.”, afirma Jazmín.

Confira a página com  os objetivos e os vídeos do projeto: http://www.prismacomunitario.org/2012/05/animando-me-pre-vengo.html

Desenvolvimento de ferramentas multimídia: gerar alternativas de comunicação para os jovens, permitindo que estes não sejam somente espectadores, mas também produzam e digam o que querem. Este projeto foi uma produção coletiva de dois vídeos, que podem ser conferidos no link http://www.prismacomunitario.org/2012/06/juglares-mazahuas-multimedia-al-rescate.html.

Veja também o link com os objetivos e vídeos do projeto: http://www.prismacomunitario.org/2012/05/animando-me-pre-vengo.html

Inspirando Atitudes

Para nós do HANDS on DREAM, estas são atitudes que podem movimentar o mundo. Seguindo as palavras ditas por Gustavo, “a situação dos países dificilmente melhorarão por iniciativas dos governos, mas sim através do desenvolvimento das Sociedades Civis Organizadas.. No México isto esta comprovado e o Brasil também apresenta um desenvolvimento importante neste sentido.” As manifestações e protestos que tivemos e ainda temos no Brasil contra a corrupção e a má administração publica é um exemplo disto! O povo tem capacidade de desenvolver um país por suas próprias forças, por seus próprios meios. O problema é deixarmos nossa confortável posição passiva frente às iniciativas do governo, tomar rédea e buscarmos aquilo que realmente acreditamos.

E esta é a essência do HANDS on DREAM: correr atrás dos nossos sonhos! e os tornarmos realidade! Além disso, ajudar ou contribuir para que outros também sigam seus sonhos! Com nossa viagem, começamos a fazer nossa parte! Estamos fazendo o bem, compartilhando o bem e tornando nossos sonhos realidade!

Vamos mudar o mundo? Se cada um fizer a sua parte, seguramente teremos um mundo melhor!

Converse com a gente!

Comentários

Comments 4

  1. Carla Fernandes Schedel

    Em cada parte do planeta teremos falanges do bem em prol dos menos favorecidos. Cada povo esta numa escala de evolução diferente mas, sempre em busca do bem comum e maior. Cada vez que cruzamos com pessoas como estas, acredito que estamos diante de quem faz diferente , acredita e tem paixão pelo ser humano. Compartilhar conhecimento é a dividir da sabedoria. É consolados saber que existem pessoas como estas espalhadas por nossa querida Terra.

    1. Diego Ferro

      Carlinha, concordamos contigo! Apesar de encontrarmos mais facilmente o que destrói, há muita gente construindo um mundo mais justo. E assim seguimos aqui fazendo nossa parte!!
      Beijosss e Saudades!

  2. Marcio

    Eu acredito que cada um , uns mais timidos que outros, tem o desejo de contribuir pra um mundo melhor. Seja atuando junto a comunidades carentes, seja atuando junto a anciãos, crianças, aos que se encontram isolados da sociedade, ou reeducando os nossos alfabetos e rejeitando os males do nosso cotidiano. O que difere esse grupo que vcs conheceram e a grande maioria que nos cerca é a determinação de agir e dar o primeiro passo. Todos nós interfirimos, obrigatóriamente, no meio em que vivemos e convivemos. Agente escolhe como queremos interfirir. Fazer com que nossos dias, nosso tempo, valha a pena e faça a diferença é o desafio… Bj, saudades.

    1. Post
      Author
      Diego Ferro

      Má, realmente é isto que faz estas pessoas diferentes e inspiradoras! Estão agindo e realmente acreditam que é possível construir um mundo melhor! Agora entendo um pouco melhor as pessoas que tem um sentimento revolucionário! Óbvio que o extremismo é prejudicial, mas uma boa dose de sentimento revolucionário cai bem!!!
      Beijos!

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *