HoDMochilao-01

Os 10 mandamentos do Mochileiro

Diego Ferro Devaneios 5 Comments

Ah meu amigo!!! Vamos aproveitar a onda dos mandamentos e lançar aqui o que vimos por aí de nossos companheiros mochileiros de todo o mundo.
Antes de continuar lendo este post, veja o vídeo abaixo mesmo se você já viu uma vez!

[youtube id=”atQvZ-nq0Go” width=”620″ height=”360″]

Colocarei abaixo os mandamentos ditados por mochileiros de Israel, Finlandia, França, Bélgica, Estatos Unidos e muitos outros países. Em nossa viagem percebemos que os mochileiros se enxergam de uma forma bastante revolucionária e extremista. Escrevi isto pensando neles.

1 – ROUPAS DE GRIFE: para ser um verdadeiro mochileiro você tem que usar roupas sujas, rasgadas, geralmente aquelas compradas com o menor recurso possível ou trocadas em brechó a custo zero! Ah.. roupa branca? Esquece! Tem que ser no mínimo amarelada e com furinhos…

2 – CARRO: … ops, Busão!: O chicken Bus é mito! É um sonho de consumo de qualquer pessoa em qualquer parte do mundo! É um transporte que chama a atenção, que anda sempre lotado e com aquele suor do povo local depois de um árduo dia de trabalho cortando carne de porco no mercado da cidade ou cortando lenha. A mulherada gosta! Isso sem contar com o roteiro! O roteiro não pode ser convencional com cidades como Paris, Milão, ou qualquer outra cidade turística. Tem que ser algum lugar “roots”. Normalmente sem nenhum bom hotel, sem água quente para banho, sem lojas de souvenires, nada!

3 – DORMITORY: quando a pessoa está em quarto privado, ele é só mais um turista! Agora quando o mochileiro está em dormitório, ou “dorm”, ele acaba ficando em evidência! Porque o dorm é uma questão de status, é uma questão que todo mochileiro que se preza quer… E a conta você sabe né… pode ir de 10 dólares até o infinito… 2 dólares, 1 dólar, ou até de graça se você entregar folder para o hostel na rodoviária da cidade.

4 – SERVIÇO EXCLUSIVO: no dorm você tem 12 ou 13 pessoas dormindo com você no mesmo quarto e que você não conhece, que trouxeram muitos bedbugs, que fedem e que tem um puta chulé, né… Você já não tem esse luxo e glamour no quarto privado!

5 – SEGURANÇA: você tem que ir num hostel com segurança por conta de integridade física. O mochileiro tem que sair pras baladas da cidade e voltar capenga, bêbado mesmo… Uma droga até vai bem. Os viajantes turistas ficam falando da bagunça e do barulho que nós mochileiros fazemos, mas eu vejo isso como inveja!

6 – CHAMPAGNE. Vou ser muito sincero… Eu gosto de vodka Sky, mas eu compro Balalaika porque é status! Quando eu chego no hostel com ela dentro do saquinho pardo que compro com algum vendedor de rua (lembrando que em muitos países é proibido beber na rua), a galera pira! Além de ser extremamente barato, contribui para a condição deficitária de um bom mochileiro. Tira a coordenação, me deixa desinibido pra falar com as gringas…

7 – FAMOSOS: é importante você ter no seu hostel muitos outros hippies e pessoas maltrapilhas! Tem que ser pessoa cheia de picadas nas pernas e nos braços, com cabelos rasta! Isso agrega a tudo! Agrega a sua roupa rasgada, a seu mal cheiro, a seu cabelo mau cuidado, ao Chicken bus, ao seu hostel, a Balalaika… Agrega a tudo!!

8 – MULHERES: Hostel tem que ter mulheres. Mulheres rasta, brancas neve, desencanadas… Porque não adianta nada você ter tudo aquilo, e sair com uma mulher cheirosinha, arrumadinha com roupa branca! É como você comprar uma fuca e colocar o Ayrton Senna pra pilotar…

PS.: Uma coisa que pode ficar meio pesada, mas faz parte do mochileiro: tem que transar com uma menina no dorm!! Na cama de cima do beliche! É maluco!! Irado!

9 – MUSICA: os hostels que o mochileiro vai tem que ser aqueles Party hostel! Aqueles que tocam música de todo o mundo a noite toda e isso é o que menos importa, porque a Balalaika faz o papel de me tirar do eixo e seguir em busca da minha rastafari fétida!

10 – FACEBOOK: quem é mochileiro, tem que ter um facebook pra postar as fotos da Balalaika, das rastas loucas e das noites que dormiu entre baratas!

Que mochileiro não quer gastar menos de um dólar por dia para sobreviver, dormir nos hostels mais festeiros das cidades, tomar Balalaika, andar de mãos dadas com uma Rasta fétida e ainda comer ela na cama de cima de um beliche dentro de um dorm com outras 12 pessoas?

Os viajantes “turistas” criticam isso, mas pra mim, é pura inveja!

Converse com a gente!

Comentários

Comments 5

  1. Junior

    kkkkkkkkk Lokura isso tudo ! quero mt fazer um mochilao na lokura, pega uma festa cabulosas, e sei la “Uma droga até vai bem” chapado e na lokura forever! ahauhauahau #LOL

  2. Eliane

    KKKKkk. Bom demais sua profunda reflexão, e não esqueça camiseta e óculos sobre a cama do dorm, pois alguém muito necessitado pode encontrar!!

  3. Igor

    Na cama superior do beliche ainda não tive as cara não mais na debaixo e no banheiro foi o bicho.ehheeheh

  4. Marcos Nichimura

    Por favor, repita as palavras ‘rasta fétida’ em todos os seus posts.. kkkkkkkkk

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *